Segunda-Feira, 11 de Dezembro de 2017

12/4/2012 - Piracicaba - SP

Teatro Erotídes de Campos apresenta espetáculo com CEDAN e vencedores do Piradança




da assessoria de imprensa da prefeitura de Piracicaba

A SEMAC (Secretaria Municipal da Ação Cultural), por meio do Teatro Municipal Erotídes de Campos, apresenta na próxima quinta-feira, 12, às 20h, espetáculo com a Cedan (Companhia Estável de Dança de Piracicaba) e as companhias vencedoras do Piradança em 2011: Cia de Dança Pérola Negra, Cia Paulista de Dança Adriana Assaf e Faces Ocultas Companhia de Dança. A entrada é gratuita.

A Cedan apresentará a estreia da remontagem inédita em Piracicaba da coreografia do repertório clássico "Diana e Acteon", além da coreografia “Só”. "Diana e Acteon" conta com coreografia de Agripina Vaganova, música de Julles Perrot e remontagem da diretora da Cedan, Camilla Pupa. “A história de Diana e Acteon é uma lenda grega. Coreografado anteriormente por Marius Petipa, em 1931 Agripina Vaganova remontou a peça nos moldes que conhecemos hoje. O lendário caçador Acteon lança olhares sobre o corpo da virgem Diana enquanto ela se banha com as ninfas. Como castigo por isso, Diana cega Acteon”, explica Camilla Pupa.

Já “Só” conta com coreografia de Vanessa Chieus e música de autor desconhecido.

A Cia Paulista de Dança Adriana Assaf apresenta “Grand Pas-de-Deux de Esmeralda – Ballet de Repertório”. Com coreografia de Julles Perrot e música de Cásari Pugni, a apresentação, com remontagem de Adriana Assaf, conta com os bailarinos Larissa Luna e Paulo Vitor Rodrigues.

A Cia de Dança Pérola Negra, de São José do Rio Pardo/SP, apresenta a coreografia Esquizofrênico, que retrata a perda da memória e o contato com o mundo exterior. Com coreografia de Reginaldo Pepe e Daniel Cortez.

A Faces Ocultas Companhia de Dança apresentará o espetáculo “Proparoxitona”. Com direção e coreografia de Arilton Assunção e figurino de Rute da Silva, tendo Adriano Amaral como ensaiador, o espetáculo teve como um dos elementos da composição coreográfica, histórias envolvendo lutas e conflitos e passeatas da classe artística: músicos, estudantes, escritores e todo tipo de pessoa que lutava pela liberdade de expressão numa difícil época da ditadura.

PIRADANÇA

Pelo segundo ano, o Teatro Municipal Dr. Losso Netto sediou em 2011 o PiraDança (Festival de Dança de Piracicaba), evento que ganhou no ano passado proporções ainda maiores e aconteceu entre os dias 21 e 25 de setembro. Composto por Mostra Avaliativa, Mostra Profissional com companhias renomadas na cena do país e Atividades Paralelas, como apresentações, aulas abertas, workshops e palestras, o PiraDança foi criado para atingir bailarinos profissionais, amadores e em formação, professores, coreógrafos, diretores e pessoas interessadas em dança.

“O PIRADANÇA estabelece-se a partir das linhas mestras do programa PIRAPRODANÇA, que são a formação, difusão da cultura, informação, valorização da dança de Piracicaba, estabelecimento de troca e crescimento em ações que apontem para novos formatos para a arte da dança e para o intercâmbio entre artistas e gestores, além da formação de mais platéias para a cultura”, explica a secretária municipal da Ação Cultural Rosângela Camolese. “Desta maneira, privilegia o intercâmbio entre seus participantes, seu aprimoramento técnico e artístico e a difusão de obras de referências da dança nacional, propondo-se como oportunidade para um abrangente diálogo cultural, oferecendo-se à sociedade um modelo de evento que integra um programa em busca de ampliar a cidadania em dança”.

O PIRAPRODANÇA é uma realização da SEMAC e da Associação Cultural Arte Garapa viabilizada por recursos municipais da Ação Cultural e subsidiado pela Lei Estadual de Incentivo Fiscal à Cultura (PROAC), Secretaria de Estado da Cultura, Governo do Estado de São Paulo. São apoiadoras do projeto a Arcelor Mittal e a Elring Klinger. O projeto recebe ainda o apoio cultural do Bristol Center Flat Service e do Espaço Gourmet.

 

SERVIÇO

Espetáculo de dança com Cedan e vencedores do Piradança 2011. Quinta-feira, 12 de abril, às 20h, no Teatro Municipal Erotídes de Campos (avenida Maurice Alain, 454, Parque do Engenho Central). Entrada gratuita. Para mais informações, o telefone é (19) 3403-2600.

>


Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Piracicaba Fácil.


Enviar esta notícia por email
Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2017, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.