Quinta-Feira, 2 de Julho de 2020

25/6/2020 - Piracicaba - SP

Onça-parda Ágata é submetida a cirurgia no Zoo




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Piracicaba

A onça-parda Ágata, moradora do Zoológico Municipal de Piracicaba, foi submetida a uma cirurgia oftalmológica na última sexta-feira (19), para o tratamento de uma distrofia endotelial (doença ocular que afeta a córnea). Ágata é uma onça-parda (Puma concolor) de 2 anos e 10 meses, que habita o Zoo desde o dia 22 de janeiro de 2018.

As alterações oculares da onça se iniciaram em setembro de 2019. Na ocasião, a dra. Cíntia Perches, médica veterinária especialista em oftalmologia, de Piracicaba, realizou exames e diagnosticou uveíte (inflamação da camada média do globo ocular), distrofia endotelial e catarata nos dois olhos do animal.

Veterinários anestesistas Frederico Zambon e Ivan Kruppa preparam Ágata

A uveíte foi tratada com medicamentos e a catarata ainda não está num estágio no qual a cirurgia é recomendável. Mas no caso da distrofia endotelial houve a necessidade de um procedimento cirúrgico.

“Na época, realizamos a medicação oral mas o quadro de distrofia endotelial se agravou com o tempo. Então, a dra. Cíntia indicou a cirurgia oftálmica como uma tentativa de resolução do problema”, conta a veterinária Camilla Xavier, responsável técnica pelo Zoológico Municipal de Piracicaba.

Camilla explica que a cirurgia, chamada Flap de Gundersen, foi realizada na sexta-feira (19) por uma equipe de médicas veterinárias oftalmologistas da Pet Vision, clínica oftalmológica veterinária de São Paulo. A cirurgia foi realizada pelas doutoras Daniela Cremonini e Guadalupe Sereno, e os anestesistas foram os doutores Frederico Zambon e Ivan Kruppa, ambos de Piracicaba.

Agora, a onça Ágata está sendo medicada e recebendo “os mimos da equipe técnica e tratadores do Zoo”, segundo Camilla. “Estamos acompanhando a evolução do quadro e temos esperança de que a Ágata recupere a visão do olho afetado”, afirma. Os medicamentos utilizados no pós-operatório da onça-parda foram cedidos pela farmácia de manipulação veterinária ManipulaVet.

Cirurgia chamada Flap de Gundersen foi realizada na sexta-feira (19)

HISTÓRICO DA ONÇA - O animal felino foi encontrado com cerca de 25 dias de vida, abandonado e muito debilitado, no município de Santa Cruz das Palmeiras. De lá, foi resgatado e levado à Associação Mata Ciliar em Jundiaí. Após sua recuperação, foi transferida para o Zoo de Piracicaba, quando tinha aproximadamente 4 meses de idade. “Ágata é extremamente dócil porque foi tratada na mamadeira desde filhote”, conta Camilla. 

O Zoo de Piracicaba possui três onças-pardas. Além da Ágata, no local também estão a onças Pierre (3 anos) e Nala (17 anos). Nala já é considerada idosa e devido a sua idade avançada, recebe suplementos para as articulações.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Piracicaba Fácil.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2020, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.