Sexta-Feira, 29 de Maio de 2020

19/5/2020 - Piracicaba - SP

Número da Covid-19 cresce mais de 700% em um mês na cidade




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Piracicaba

O prefeito Barjas Negri reuniu neste final de semana o grupo de trabalho da saúde para discutir a evolução da Covid-19 na cidade. A sua preocupação foi com o crescimento de casos confirmados nos últimos 30 dias, saltando de 34 no dia 18 de abril, para 297 casos hoje. Ou seja, um crescimento de 773%. Ficou decidido que a Prefeitura de Piracicaba intensificará as campanhas educativas, principalmente pelas rádios e a mídia social.

O secretário municipal de Saúde, dr. Pedro Mello, foi quem apontou os números, corroborando com a preocupação do prefeito que há na cidade um crescimento enorme dos casos positivados. Ele também enfatizou que, apesar do número de mortes ser baixo (17) e o número de leitos ainda atender à demanda de casos que precisam de internação, a população continua não cumprindo o isolamento, o que vai contribuindo para o aumento dos casos.

O prefeito lembrou que, infelizmente, a União se mostra ausente na coordenação das ações em nível federal, envolvendo estados e municípios, Por isso, ele reivindicou à Frente Nacional de Prefeitos a discussão de uma campanha educativa em nível nacional para toda a população, principalmente sobre a importância do isolamento social, da higienização e das medidas protetivas. “Os prefeitos e governadores têm encontrado dificuldades para convencer as pessoas da necessidade do isolamento”, disse Barjas.

grafico capa

O coordenador de Vigilância Sanitária, Moisés Taglieta, observou que, mesmo frente a todos os esforços da Secretaria de Saúde e de outras pastas, a população não é convencida da necessidade do isolamento. Moisés também ratificou que “por causa do uso obrigatório da máscara, as pessoas estão se sentindo protegidas e saem às ruas. Mas a máscara é uma das defesas. Neste momento de pandemia, o mais importante é o isolamento e as pessoas se manterem distantes umas das outras”.

A doutora Flávia de Sá Molina, superintendente de Urgência e Emergência, se mostrou preocupada com os números em Piracicaba, apesar de ressaltar o número baixo de mortes e de pacientes internados. Mas ela lembra que cresce diariamente o número de pessoas com síndromes gripais que são atendidas no Centro de Atendimento do Coronavírus – Piracicamirim. Ela também defendeu intensificar as campanhas e insistir para que as pessoas fiquem em casa, porque o aumento dos casos positivados vai “pesar” lá na frente nas vagas de internação (UTIs).

 

Hoje (18), o prefeito Barjas Negri lamentou a baixa adesão da cidade ao isolamento. Os números, segundo ele, são baixos, considerando que o ideal é em torno de 70%, sendo aceitável algo perto de 60%. Na sexta-feira, por exemplo, esse índice foi de 48%. No sábado (16), 45% e, ontem, 48%. “Esses números preocupam, porque mostram que as pessoas estão circulando e com isso se expondo ao vírus”, comentou Barjas.

A estratégia de comunicação, conforme combinado com o grupo de trabalho da saúde, foi de usar as rádios para levar a mensagem às pessoas da necessidade de ficar em isolamento, com entrevistas com o dr. Pedro, Moisés e também a doutora Flávia. Também serão preparados novos postes para a mídia social e também pequenos vídeos sobre o isolamento social.

O prefeito se dispôs também a gravar mensagem de vídeo para divulgação na mídia social alertando as pessoas, mais uma vez, da baixa adesão ao isolamento e ao aumento do número de casos. Os seus vídeos serão postados na sua rede pedindo que as pessoas fiquem em casa.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Piracicaba Fácil.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2020, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.